Conheça o Columbário localizado na Catedral Metropolitana de Porto Alegre

Atualizado: 8 de mar.

Após mais de 50 anos desde sua construção, a estrutura conta com cerca de1,4 mil lóculos estando apenas 260 disponíveis atualmente


Imagem: Betina Aleixo

Ossuário, mais popularmente conhecido como “ossário”, trata-se de uma estrutura destinada à guarda e zelo de restos mortais. Tais ossos são retirados do cemitério onde se encontram num determinado período de tempo e colocados em uma pequena caixa destinada a ser colocada em um dos lóculos disponíveis no ossuário. Localizado no primeiro andar da Catedral, junto às Cúpulas, um ossuário já considerado também um columbário possui cerca de 1,4 mil lóculos.


A ideia de criar um lugar para a guarda e zelo de restos mortais de devotos surge ainda durante o processo de construção da Catedral Madre de Deus, ocorrido entre os anos de 1921 e 1985. Porém, o projeto sairia do papel apenas em 1969, quando Dom Vicente Scherer, então Arcebispo Metropolitano, efetivou a ideia do ossuário, lançando-a como parte de um novo projeto pastoral e da Campanha Pró-conclusão das Obras da Catedral. O primeiro ocupante foi Pe. João Batista Troglio, que faleceu em 1929 e teve seus restos mortais colocados no ossuário em maio de 1971.


Após 50 anos do início de sua construção, hoje o ossuário também é classificado como columbário, uma vez que a estrutura também comporta urnas funerárias com as cinzas. Atualmente, cerca de 260 lóculos estão disponíveis. Interessados podem entrar em contato com a secretaria da Catedral Metropolitana de Porto Alegre por meio do telefone 51 3228 6001.

Catedral_IV - Pref.Horz_marrom.png
Catedral_IV - Pref.Horz_marrom.png